Clube da Luluzinha #3: Aprendendo a técnica da francesinha

2829 Views 0 Comment

slide-branquinhosSemana passada  rolou um burburinho aqui entre as cacheadas  por causa da dica de unha que  Cláudia postou, a inglesinha. Todas estavam querendo se aventurar a fazer a formosa inglesinha, mas não sabiam como traçar o risco na pontinha das unhas ( rsrsrsrs). Então resolvi fazer este post sobre a francesinha, pois a técnica é mesma e de quebra, temos mais uma dica de esmaltes.

Assumo que assim como Cláudia, e muita de vocês, também não sei fazer as minhas unhas. Eu sempre  recorro à francesinha, aquela unha clássica, pintada de branco nas pontas, para  disfarçar quando o esmalte descasca ou até mesmo quando não dá tempo de ir à manicure.  Além do mais, o estilo é super elegante. E  mulheres de 8 a 80 estão liberadas para usar.

Vamos combinar que a mão não fica nada “gatinha” com aquele esmalte velho ou descascado. Então, aproveita a dica.  Dá pra fazer em qualquer unha, inclusive, dá á unha mais curtinha, um aspecto de mais longa. Esta técnica também serve para fazer a inglesinha.

 

Vamo lá? Peguem os esmaltes. Aqui a gente vai usar os seguintes:

1 base  – neste caso,  uso Base fortalecedora da Risqué

1 esmalte branco concentrado. To usando o “Leite de Coco” da Calorama( pode ser usado qualquer branco cremoso).

1 esmalte branco, mas que fique transparente ( vem escrito “natural” na embalagem porque o efeito é justamente este) aqui eu uso o  “Samba Juliana”, também  da Calorama

 

O primeiro passo é  passar a base nas unhas (sempre) para proteger e fortalecer.  Em seguida, vamos pegar o esmalte cremoso ( Leite de Coco) e passar um risco no polegar. Isto é pra quem prefere um risco bem fininho, bom pra quem está com a unha curta. Depois é só pressionar a unha de leve, tipo um carimbo. acordo com a pressão que você imprimir.

1459325_544437675651202_739578350_ntut2                                  1450778_544435935651376_2107978736_ntut3

 

Mas se você gostar do estilo mais largo (optei por este porque a minha unha ta bem comprida) pode passar uma quantidade maior de esmalte  no dorso do polegar e pressionar a unha até o limite desejado. Com delicadeza pra não quebrar as unhas e nem se machucar,

1480756_544439485651021_1362212431_ntut5                                             579160_544439618984341_1044754104_ntut6

Espera secar e passa o natural por cima. Depois é só limpar e pronto. Olha que facilidade!

1463126_544438028984500_958154974_ntut4

Resultado utilizando a primeira técnica – Francesinha mais fina

1456032_544439655651004_1803732869_ntut7

Segunda técnica – Francesinha mais larga

 

Curiosidade:

 

A francesinha é sinônimo de delicadeza, pureza, leveza… É amiga, mas nem sempre foi assim ( rs). Para quem não sabe de onde veio a tendência, pasmem: era assim que se identificava uma prostituta no século XVIII na França. Calma, eu explico.

Nesta época o país passava por dificuldades financeiras e, com esse período de pobreza, a prostituição se propagou.  Os custos com as necessidades básicas eram enormes, inclusive era difícil tomar banho. As  prostitutas, no intuito de esconder a sujeira acumulada nas unhas, passavam um esmalte branco nas pontas, a famosa Francesinha.

Mas o estilo só se propagou pelo mundo a partir de 1970 quando o maquiador Jeff Pink, numa viagem à Paris,  trouxe o estilo para a América, utilizando nas atrizes de Hollywood (aí já melhora, né? Rsrs). E foi aí que  a francesinha se tornou um grande clássico, queridinho por todas no mundo inteiro.

 

Dica

 

Sabe quando o esmalte está com a pontinha descascando? Pois é, você pode fazer uma inglesinha, usando um esmalte de outra cor e disfarçar também!

 

 

Beijos, bonitas!

 

 

mai_assinatura

 

0 Comments

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.