É de raiz: vários modos de trançar os cabelos

5695 Views 0 Comment

Cacheadas e cacheadinhas, como estão? Tudo encaracolado por aí?

Hoje vamos falar de uma coisinha bem legal, uma técnica que faz 80℅ da cabeça da mulherada, seja cacheada, lisa ou crespa: tranças de raíz.

E, pra quem não sabe, eu vou logo avisando: raiz aqui quer dizer raiz do cabelo, mesmo, não é uma referência direta à cultura africana, apesar de ter muuuuuito da África em nossas madeixas, principalmente na trança de raíz.

A trança de raiz é tambem conhecida como trança embutida, em razão da técnica do entrelaçamento, que agrega os fios desde o couro cabeludo.

Acontece que essa técnica, tão bonita, encanta e atrai olhares de homens e mulheres, não importa a situação e sempre  caem bem em diversas oportunidades e ambientes: trabalho, escola, faculdade…

Existem diversas formas de tranças de raiz. Vamos conhecer algumas?

É importante lembrar que você deve ter em mente que a trança é uma técnica que envolve a torção dos fios. Eles serão divididos em mecha, esticados, amarrados… Recomenda-se que não sejam feitas em cabelos muito finos ou frágeis para evitar a quebra. A escolha da trancadeira também é importante.

Chega de mimimi e vamos ao que interessa! Quer saber qual trança combina mais com você e com a ocasião? Vamos as dicas:

1. Trança francesa

Perfeita em situações formais, como casamentos e formaturas, essa trança é recomendada para quem tem cabelos compridos. A técnica é feita a partir do topo da cabeça, terminando em um rabo entrelaçado. Pode ser incrementada com acessórios, transformando-se em um penteado coringa.

t1

2. Espinha de peixe

t2

Essa pode ser de raíz ou solta. Também recomendada para quem tem cabelão! Pode ser feita a lateral da cabeça ou na parte de trás, sendo que, na lateral, valoriza mais a técnica do trancamento de raiz, além de ser uma ótima pedida para fugir doa padrões em festas formais. Dá certo ar de liberdade e independência de uma beleza rebelde. Pode ser utilizada em qualquer situação.

3. Trança nagô

t3

Essa, as meninas crespas e cacheadas devem conhecer bem, se não, ta valendo do mesmo jeito. As trancinhas nagô valorizam o volume e o penteado afro. São feitas beeem rentes ao couro cabeludo, podendo ser ou não desenhadas, como estas aí do site “Uma garota Brasileira”. Há diversas possibilidades: fazer como uma tiara, apenas na lateral, na cabeça inteira… O tipo fica a seu critério. Essa técnica demora um tantinho mais que as outras para ser finalizada, e tem que ser bem feita, para não ficar feio. Também vai bem em qualquer situação e é bastante prática. Ao contrário das outras duas, essa trança pode durar vários dias,  desde que conservada cobrindo-as com um lencinho antes de dormir.

4. Torcidinho

t4

Essa técnica a gente já mostrou aqui no presença. Não é bem uma trança, mas consiste em enrolar os fios rente à raíz, formando tubinhos. É ideal para os cabelos das pequeninas, porque não estica nem DÓI tanto quanto as tranças verdadeiras.

5. Trança com coque

t6

Um mix de clássico com contemporâneo, neste penteado o coque se une à trança embutida para formar uma opção elegante de penteado de festa. Pode ficar arrumadinho ou despojado, a depender da situação.

Gostaram? Qualquer que seja o tipo escolhido, o penteado sempre pode ser composto por um acessório bacana. Vamos soltar a criatividade e experimentar as tranças? Compartilha seu look em nossa pagina!

 

Beijos cacheados!

cacheadas1

0 Comments

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.