Mãe do coração – Ela me escolheu como mãe

2034 Views 0 Comment

Olá, Meninas!

Mesmo sabendo que o dia das mães são todos os dias e que a homenagem está nos pequenos gestos e sentimentos dedicados a elas, quem se nega a presentear a matriarca nesse dia dedicado especialmente para elas? Eu não sou nem louca de esquecer desse dia! Tenho dois motivos para lembrar, além de ser filha, também sou mãe.

Em fevereiro 2005 vivi uma das experiências mais dolorosa da minha vida, sofri um aborto espontâneo aos 3 meses de gestação. Para mim naquele momento o mundo tinha acabado, a vontade que eu tinha era de ter ido junto, sofri muito, mas respeitei a vontade de Deus. Prometi que só voltaria a engravidar depois que organizasse minha vida. E fui “tocando o barco”,  arrumei um emprego, ingressei no curso de jornalismo… Tudo lindo!

Seis meses depois de ter perdido o meu bebê eu estava na missa na igreja de São Lázaro quando meu telefone tocou e minha sobrinha que não era esperada pela nossa família havia nascido. Quem resiste a um bebê? O sentimento maternal ainda estava aflorado, não pensei duas vezes e corri para maternidade para conhecer aquela fofura.  Fui a primeira da família a ir a maternidade, primeiro que o pai (aliás a ficha de meu irmão nunca caiu que ele era pai). E foi  amor a primeira vista, era como se eu tivesse gerado aquele menina, tão linda! Olhos bem claros, cabelos pretos, foi um misto de emoção, lembranças, medo…

Por ironia do destino e circunstancias da vida, acolhi aquela menina como se fosse minha filha e assumi a maternidade.  Andressa Oliveira a partir daquele dia se tornava minha filha. Isso mesmo! Aquele olhar ganhou meu coração, senti-me intimada a ser sua mãe e para mim foi o melhor presente que a vida pode me dar.

a2

E ela foi crescendo, crescendo… e adquirindo nossas características física, até que as primeiras palavras foram surgindo, e a primeira palavra foi “papai”…

a1

Andressa e Rogério (pai do coração)

meu ex-marido nem esperava e ela o chamou de pai, depois veio mamãe (vejam só. rsrsr), os primeiros passinhos, a primeira escolinha… o meu primeiro amor. Muitas vezes esqueço que ela não é minha filha biológica, só lembro na hora burocrática (rsrsr).

a11

Todo mundo pode ser mãe, é só ter o coração aberto para amar, cuidar, educar, zelar.

a4

Agradeço a Deus por ser mãe de coração, por ser mãe de Andressa Oliveira, por ela ter tocado o meu coração, e me escolhido  naquele dia pra seu sua mãe. Se o tempo voltasse faria tudo do mesmo jeito. A música “Espatódea” de Nando Reis descreve com precisão esse meu sentimento por minha filha.

a6

Minha cor
Minha flor
Minha cara

Quarta estrela
Letras, três
Uma estrada

Não sei se o mundo é bom
Mas ele ficou melhor
Quando você chegou
E perguntou
Tem lugar pra mim?

Espatódea
Gineceu
Cor de pólen

Sol do dia
Nuvem branca
Sem sardas

Não sei quanto o mundo é bom
Mas ele está melhor
Desde que você chegou
E explicou o mundo pra mim

Não sei se esse mundo está são
Mas pro mundo que eu vim já não era
Meu mundo não teria razão
Se não fosse a Zoé

Espatódea
Gineceu
Cor de pólen

Sol do dia
Nuvem branca
Sem sardas

Não sei quanto o mundo é bom
Mas ele está melhor
Desde que você chegou
E explicou o mundo pra mim

Não sei se esse mundo está são
Mas pro mundo que eu vim já não era
Meu mundo não teria razão
Se não fosse a Zoé.

a8

Feliz dia das mães, em especial para as mães de coração como eu!

0 Comments

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.